Extrato CNIS. Acesse os dados previdênciários como vínculos e contribuições.

Extrato CNIS

O CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) é onde o trabalhador pode encontrar todas as informações relacionados a vínculos empregatícios e recolhimentos para a Previdência Social.

Extrato CNIS

É através das informações que constam no CNIS que o INSS calcula tempo de contribuição e valor de benefícios, por isso é importante saber se está tudo correto, se a empresa está informando corretamente as informações do vínculo e salário.

As informações do CNIS podem ser alteradas a qualquer momento pela trabalhador, desde que comprovado as informações que deseja alterar ou incluir.

Tirar extrato do CNIS

Para poder ter um extrato do CNIS acesse o site https://meu.inss.gov.br, sendo possível também acessar através do caixa eletrônico para correntistas do Banco do Brasil e Caixa Econômica federal.

página MEU INSS

Um extrato de seus recolhimentos pode ser obtido em uma agência do INSS, porém cada vez mais a recomendação é que esse serviço seja realizado através dos canais remotos como Internet e caixa eletrônico.

Alteração do cadastro

Informações referentes a salário e vínculos na categoria de empregado, podem ser alterados pela empresa, através do contador, e também com solicitação do empregado no INSS.

Para conseguir incluir uma informação de vínculo no CNIS, deve ser providenciado documentos que comprovem. Conforme a Instrução Normativa 77 esses documentos são:

  • Carteira Profissional - CP ou Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS;
  • original ou cópia autenticada da Ficha de Registro de Empregados ou do Livro de Registro de Empregados, onde conste o referido registro do trabalhador acompanhada de declaração fornecida pela empresa, devidamente assinada e identificada por seu responsável;
  • contrato individual de trabalho;
  • acordo coletivo de trabalho, desde que caracterize o trabalhador como signatário e comprove seu registro na respectiva Delegacia Regional do Trabalho - DRT;
  • termo de rescisão contratual ou comprovante de recebimento do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço - FGTS;
  • extrato analítico de conta vinculada do FGTS, carimbado e assinado por empregado da Caixa, desde que constem dados do empregador, data de admissão, data de rescisão, datas dos depósitos e atualizações monetárias do saldo, ou seja, dados que remetam ao período em que se quer comprovar;
  • recibos de pagamento contemporâneos ao fato alegado, com a necessária identificação do empregador e do empregado;
  • declaração fornecida pela empresa, devidamente assinada e identificada por seu responsável acompanhada de cópia autenticada do cartão, livro ou folha de ponto; ou
  • outros documentos contemporâneos que possam vir a comprovar o exercício de atividade junto à empresa;

É possível também, a alteração ou inclusão de remunerações, e conforme a Instrução citada acima, os documentos que podem ser apresentados são:

  • contracheque ou recibo de pagamento contemporâneos ao período que se pretende comprovar, com a identificação do empregador e do empregado;
  • ficha financeira;
  • anotações contemporâneas acerca das alterações de remuneração constantes da CP ou da CTPS com anuência do filiado; ou
  • original ou cópia autenticada da folha do Livro de Registro de Empregados ou da Ficha de Registro de Empregados, onde conste a anotação do nome do respectivo filiado, bem como das anotações de remunerações, com a anuência do filiado e acompanhada de declaração fornecida pela empresa, devidamente assinada e identificada por seu responsável.


TITULO DESCRIÇÃO